• Redação Circular

29a edição traz diversas opções neste domingo

Passeio de lancha, a pé e de bike. Oficinas de percussão, roda de carimbo e de conversas, exposições. Moda, arte e música, literatura, gastronomia. Tem muito mais.



A 29a edição do Circular Campina Cidade Velha chega neste domingo, 1o de dezembro, trazendo uma programação plural em diversos espaços culturais espalhados pelos bairros da Campina, Cidade Velha, Reduto e imediações. Para melhor aproveitar o dia, acesse a programação completa aqui no site.


São mais de 40 opções só neste domingo, com cerca de 100 atividades juntando tudo que vai acontecer durante o domingo em cada espaço, incluindo todos os museológicos do Sistema Integrado de Museus, que ficarão abertos das 9h às 17h, com visitação e exposições, incluindo a Casa das Onze Janelas

O projeto reúne quase 60 parceiros com espaços, projetos e ações no centro histórico de Belém. Este ano, mais de 20 novos espaços culturais aderiram ao projeto trazendo a cada edição, novidades para o público. Neste domingo, o Dia Mundial de Luta Contra a Aids está em foco. Haverá uma edição especial do projeto parceiro Comitê Arte Pela Vida, na Praça dos Artistas – Centur, das 9h às 22h, integrando ações pelo Dia Mundial de Luta contra a Aids, e contando com apoio do Circular.


Dentro do centro histórico também será enfatizado este dia de luta. Dois espaços que estreiam na programação estarão envolvidos. A Lambateria Casa de Dança, empreendimento de Félix Robatto, músico, e da produtora Sonia Robatto, estará recebendo doações de roupas, cestas básicas, material de higiene pessoal e alimentos não perecíveis que serão repassados ao comitê.


O espaço, localizado no bairro do Reduto – na 28 de setembro, próximo a Doca -, abrirá suas portas pela manhã, com a oficina básica de percussão com os Lambadeiros do Trovão, das 10h às12 (20 vagas), com inscrições www.sympla.com.br/lambateria. E de tarde, às 16h, tem show do Carimbó do Jonny, grupo residente da Lambateria. Toda a programação do espaço é gratuita.


Na Sede Náutica do Remo (Cidade Velha), que também é novidade nesta edição, haverá Roda de Conversa sobre prevenção a AIDS, das 16h às 16h30, com Amélia Garcia, do Comitê Arte Pela Vida. Além disso, a programação é vasta, das 8h às 20h, incluindo exposição sobre os 115 anos do clube, passeio de lancha, pocket show com Xico Doido, oficina de remo e Batalha de MC`s, às 17h.


Também estará na programação pela primeira vez, o Brechó da Cidade Velha situado na Dr, Malcher, com a Joaquim Távora, ficará aberto das 11h às 18h. Traz exposição, venda de roupas masculinas, femininas e infantis, livros, bijuterias, tecidos, utensílios domésticos entre outros.


O Centro Cultural do Carmo, na Praça do Carmo, está de volta ao circuito sob nova direção e com uma programação voltada a literatura, música e empreendedorismo feminino. Das 9h às 17h, haverá, entre outras atrações, a Vivência “Ciranda das Deusas”, às 9h, e a Roda de Conversa “Narrativas Amazônicas Contemporâneas”, com os escritores Edyr Proença e Salomão Larêdo, com mediação de Pedro Vianna.


Também é novidade na circulação, a participação do grupo de Desenho Urbano UskBelém (Urban Sketchers Belém), que realizará seção de desenho, sempre aberta a participação de todos (desenhistas experientes ou não), às 10h, debaixo da sombra das árvores no portal do Forte do Castelo. Traga papel, caneta/lápis e Prancheta! (Uma garrafinha d’água e protetor solar é recomendado).


Diversidade que norteia a circulação


São mais de 40 opções só neste domingo, com cerca de 100 atividades juntando tudo que vai acontecer durante o domingo em cada espaço, incluindo todos os museológicos do Sistema Integrado de Museus, que ficarão abertos das 9h às 17h, com visitação e exposições, incluindo a Casa das Onze Janelas, que foi recentemente reinaugurada, e também o Museu da Imagem e do Som, que estará com uma exposição. A sede do MIS funciona dentro do Museu de Artes Sacra. Tudo com entrada gratuita.


Também no MAS, você pode conferir, na Galeria Fidanza, a exposição “A Pele que Habito”, dos fotógrafos Otávio Henriques, Ursula Bahia e Cláudio Ferreira, além do documentário Experiência Circular – Encontros e Afeto no Centro Histórico de Belém”(Projeto Circular/26min. Dir. Mário Costa).


O filme traz um recorte das circulações domingueiras do projeto e de suas dimensões de afeto, pertencimento, patrimônio e empreendedorismo econômico, social, criativo e turístico pulsantes nos bairros da Campina, Cidade Velha e Reduto. Os registros captados ao longo de várias edições a partir do final de 2015, e nas coberturas de edições em 2016 e 2017, complementados com imagens e entrevistas cedidas pela TV Cultura do Pará e Aruana Filmes.


Abordando os esforços e alegrias, desejos e reflexões sobre os potenciais do centro histórico de Belém, o documentário traz depoimentos de fazedores de cultura, gestores de espaços culturais parceiros, empreendedores criativos, moradores e turistas, que participam dos domingos de circulação.


O projeto Circular é uma realização da sociedade civil organizada e Associação Amigos de Belém, com patrocínio do Banco da Amazônia, Alubar e Fundo Casa, por meio da Lei Rouanet, Ministério da Cidadania, Governo Federal, copatrocínio da Cultura Rede de Comunicação e apoio do IPHAN, UFPA, Sesc e Milton Kanashiro.


Serviço


A 29a edição do Circular Campina Cidade Velha chega neste domingo, 1o de dezembro, trazendo uma programação plural em diversos espaços culturais espalhados pelos bairros da Campina, Cidade Velha, Reduto e imediações. A programação completa já está no site: http://projetocircular2.hospedagemdesites.ws/2019/11/7879/ . Mais informações: 91 98134.7719.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo