• Redação Circular

Evento se despede com o Mercado do Choro

O 2º Fórum Circular Campina Cidade Velha se despede, este ano, ao som de um gênero genuinamente brasileiro, trazendo o Grupo Mercado do Choro para uma apresentação às 18h, na Igreja de Santo Alexandre, aberta ao público.



Tiago Amaral (Clarinete); Diego Santos (Violão 7 cordas); Carla Cabral (Cavaquinho) e Gabriel Ventura (Percussão) passeiam, desde 2013, por diversos espaços públicos da cidade, valorizando e divulgando a linguagem do choro.


“Fica aqui o nosso super agradecimento aos professores e pesquisadores que se interessam em comunicar sobre a nossa prática musical. A gente procura sempre que, além de encher os corações e ouvidos de música, possamos contribuir para uma cidade mais cultural e democrática para o coletivo”

O repertório, com base no autoral, apresenta músicas lançadas no EP O Mercado do Choro (Na Music/2016) e em outros trabalhos dos artistas, entremeando com grandes compositores da música instrumental brasileira. A roda é aberta, portanto, se é músico, traga seu instrumento, junte-se e faça a roda girar!


O projeto iniciou em 2013, , com objetivo de levar o gênero musical choro para as ruas, mas especialmente para lugares como Mercado Francisco Bolonha e Praça do Carmo, localizados na capital paraense. Com o tempo, vários outros músicos foram se unindo na intenção de tornar o movimento mais forte e percorrer outros espaços. Dessa maneira, o projeto foi se afirmando e estabelecendo outras parcerias com projetos que buscam a valorização do patrimônio histórico, como o projeto Circular-Campina-Cidade-velha e Aparelho.


Além de fomentar as rodas de choro nesse espaço, os músicos que hoje consolidam o projeto, consideram a atividade de composição nesses encontros uma ação estimulada pela estética da cidade e de seus sons, sendo tão importante quanto divulgar obras já reconhecidas.


Hoje, o projeto também tem gerado interesse na área acadêmica. O Mercado do Choro está citado nos livros “Aparelho” e “Mastarel”, frutos da tese de doutorado da Dra. em artes Elaine Arruda, e ainda no livro didático “Rumos da arte”, do 6° ano, escrito pelos professores Mariana Lima, Maurílio Andrade, Rodrigo Vivas e Ana Cristina Carvalho.

“Também estamos no artigo “Criação e prática musical no projeto Pará Caribe: um fazer conjunto no Norte do Brasil”, da mestranda em artes, Iva Rothe e da Dra em música, Sonia Chada”’, complementam os integrantes do grupo.


“Fica aqui o nosso super agradecimento aos professores e pesquisadores que se interessam em comunicar sobre a nossa prática musical. A gente procura sempre que, além de encher os corações e ouvidos de música, possamos contribuir para uma cidade mais cultural e democrática para o coletivo”, concluem.


Além da apresentação neste sábado, encerrando a programação do 2º Fórum Circular, o Mercado do Choro também já tem agenda para o domingo, 01 de dezembro, às 12h, no Mercado do Porto do Sal, dentro da programação do Coletivo Aparelho na 29ª edição do Circular, e no dia 03 de dezembro, às 19h, no Banco da Amazônia, fazendo a abertura da exposição “Mastarel”, de Elaine Arruda e João Aires.


Link do artigo: https://anppom.com.br/…/29CongrAnp…/paper/viewFile/5664/2334

Gabriel Ventura Carla Cabral Tiago Amaral Diego Santos

12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo