• Natalia Mello

Fotoativa faz 36 anos com festa on-line

Atualizado: 4 de jun. de 2021

Um dos mais antigos e fiés parceiros do projeto Circular Campina Cidade Velha, comemora, nesta sexta-feira, 14 de agosto, 36 anos de existência.



Um dos mais antigos e fiés parceiros do projeto Circular Campina Cidade Velha, comemora, nesta sexta-feira, 14 de agosto, 36 anos de existência. Sob a luz da fotografia e as suas mais diversas conexões com linguagens artísticas, a Associação Fotoativa desenvolveu, ao longo de mais de três décadas, por meio de oficinas, bate-papos e atividades educativas e de valorização da arte, memória e patrimônio, um trabalho de interesse público.


“Esse momento de celebração sempre foi um momento muito importante para brindar a vida, então a gente, de costume, fazia uma grande festa na Praça das Mercês e agora, em meio a esse tempo pandêmico, temos esse desafio de ainda assim comemorar essa data"

De cunho sócio cultural, seja por meio de iniciativas independentes ou acessando as políticas públicas de cultura em todas as suas esferas, no seu aniversário, sua postura não poderia ser diferente. Durante este mês e também em setembro, a Associação Fotoativa estará realizando uma série de atividades, oferecidas aos associados, colaboradores e simpatizantes do movimento, de forma integralmente virtual.


Hoje, 14 de agosto, por exemplo, data do dia comemorativo, haverá uma live especial, com início às 19h30, pelo zoom, com transmissão ao vivo pelo Instagram da Fotoativa. E às 20h30 tem participação especial da banda Na Cuíra, parceria deste último ano, que toparam colaborar!


“Quem vai dar forma e ritmo à live serão os seguidores da Associação. Pessoas que queiram dedicar uma música, compartilhar um texto, um poema, venham celebrar esse momento com a gente”, convida a presidente da Fotoativa, Camila Fialho.


Também faz parte desse momento de aproximação virtual da organização com o público, uma playlist montada especialmente para o aniversário e, vinculado ao calendário de formação da instituição, todos os sábados deste mês e de setembro, às 11h, haverá lives, laboratórios, minicursos e oficinas. Nesses momentos de bate-papo, são oferecidos cursos e laboratórios virtuais. As atividades foram o meio encontrado para que a instituição se faça viva e forte, na contramão do momento em que vivemos.


“Esse momento de celebração sempre foi um momento muito importante para brindar a vida, então a gente, de costume, fazia uma grande festa na Praça das Mercês e agora, em meio a esse tempo pandêmico, temos esse desafio de ainda assim comemorar essa data. Não podemos nos abraçar, dançar juntos, mas estaremos dentro de nossas casas continuamos celebrando a vida e celebrando também um percurso de resistência, porque trabalhar com cultura, mais do que nunca, é um campo de resistência e bravura. É a nossa maior motivação”, conclui Camila.

Irene Almeida, fotógrafa e uma das figuras mais antigas na Associação, é peça chave para a realização de uma das atividades mais bem quistas do espaço: o Café Fotográfico, suspenso por conta da pandemia do coronavírus. Sempre envolvida com a produção e, atualmente, à frente da coordenação do encontro, ela conta que, com o passar dos anos, o momento de troca entre profissionais e amantes da fotografia se tornou ainda mais especial.


“Participei da criação desse projeto, que acabou se tornando muito especial. Foi criado em um momento de troca, parceria e cumplicidade de quem estava nesse início, desde a criação da logo, do breve texto de apresentação e do primeiro bate-papo, que, nesses 12 anos, foram de puro aprendizado e de muita cumplicidade com os convidados, que também ficam bem felizes de estarem participando”, afirmou Irene.


Live deste sábado aborda imagens e memória


Terapeuta ocupacional, educadora e artista, Anne Dias fará, neste sábado, 15, a mediação da live “Respirar Imagens: memória, experiência e autoficção”, com Antônia Muniz, dentro da programação de aniversário da Fotoativa. Integrante do Núcleo Gestor da Associação, ela conta que a live o um pouquinho vai propor um percurso para uma experiência estética e ética, conduzindo uma interseção de linguagens.


“Esse laboratório virtual, dentro do calendário de aniversário da Fotoativa, se faz muito importante, porque vai debater a relação entre a fotografia e os processos de aprendizagem. Me interesso por esses atravessamentos entre a imagem e a formação da imagem, os processos corporais”, analisa.


Anne acredita que esse processo de cruzar linguagens potencializa a criação artística e transforma a atuação política e ética da atividade, voltando-a para o pensar. “Na relação com o Circular por exemplo, faz pensar a cidade, a convivência na cidade, a relação desse artista com o patrimônio histórico, com a vida na cidade, formas de se ter cuidados com a cidade, não só físico, mas relacional”, acrescenta.


Por fim, a artista ressalta que é um desafio pensar numa oficina completamente online. “Estamos pensando em novas alternativas, novos modos de comunicar. A Fotoativa está em um momento bastante delicado, como muitos outros espaços culturais. Pensar numa oficina totalmente online é pensar como a gente pode fazer proposições artísticas, formar nesse contexto que a gente vive. Isso deve ser voltado para pensar, questionar e problematizar essa situação que a gente vive. A arte tem que vir para isso, para provocar uma mudança, uma transformação social”, conclui.


Serviço


Aniversário de 36 anos da Associação Fotoativa, com programações ao longo de todo o mês de agosto. Mais informações no site https://fotoativa.cargo.site/ (em construção) ou no perfil do Instagram @fotoativa.


Próximas lives


15 de agosto, às 11h – RESPIRAR IMAGENS: memória, experiência e autoficção, com Antônia Muniz e mediação de Anne Dias.


22 de agosto, às 11h – TRAVESSIAS DO OLHAR: diálogos sobre fotografia e educação, com Dairi Paixão e mediação de Irene Almeida.


29 de agosto, às 11h – ARTE AMAZÔNICA: quatro posturas entre o local e o global, com Gil Vieira Costa e mediação de José Viana.


*No dia 8 de agosto, 08 de agosto, às 11h, foi realizada a live ARTE EM BELÉM: um panorama histórico, com Ednaldo Britto e mediação de Jorge Ramos.


Oficinas


Antônia Muniz – RESPIRAR IMAGENS: memória, experiência e autoficção: 19 agosto a 9 setembro | 5 encontros virtuais ao vivo, 10 horas, às quartas, de 19h às 21h.


Ednaldo Brito – arte em Belém, um panorama histórico: 22 agosto a 26 setembro | 6 encontros virtuais ao vivo, 12 horas, aos sábados, de 9h às 11h.


Dairi Paixão – travessias do olhar, diálogos entre fotografia e educação: 16 a 25 setembro | 5 encontros virtuais ao vivo, 7,5 horas, às segundas, quartas e sextas, de 19h às 20h30.


Gil Vieira Costa – arte amazônica, quatro posturas entre o local e o global: 22 setembro a 8 outubro | 6 encontros virtuais ao vivo, 9 horas, às terças e quintas, de 18h às 19h30.

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo